Diverso e Divertido

Eu gosto de buscar coisas únicas, inusitadas e diferente. Gosto do lado mas profundo das coisas. As notícias tem que servir a um propósito, levar a um caminho, realizar um movimento pelo bem da vida, das pessoas, do mundo.

Archive for janeiro \27\UTC 2011

Ele coleta casas de enchames de abelhas e afins (imagens)

Posted by NudezFeliz em janeiro 27, 2011

COLETA PERIGOSA

 
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Posted in Uncategorized | Leave a Comment »

(¯`·._.•babes_in_blue™•._.·´¯) New Funny Pictures from Pakistan

Posted by NudezFeliz em janeiro 27, 2011

 


http://groups.yahoo.com/group/babes_in_blue/
 


http://groups.yahoo.com/group/babes_in_blue/
 


http://groups.yahoo.com/group/babes_in_blue/
 


http://groups.yahoo.com/group/babes_in_blue/
 


http://groups.yahoo.com/group/babes_in_blue/
 


http://groups.yahoo.com/group/babes_in_blue/
 


http://groups.yahoo.com/group/babes_in_blue/
 


http://groups.yahoo.com/group/babes_in_blue/
 


http://groups.yahoo.com/group/babes_in_blue/
 


http://groups.yahoo.com/group/babes_in_blue/
 


http://groups.yahoo.com/group/babes_in_blue/
 


http://groups.yahoo.com/group/babes_in_blue/
 


http://groups.yahoo.com/group/babes_in_blue/
 


http://groups.yahoo.com/group/babes_in_blue/
 

 

 

Posted in Uncategorized | Leave a Comment »

Desafio Fotográfico: 175 fotos de dia tiradas à noite

Posted by NudezFeliz em janeiro 27, 2011

As 175 fotos a seguir parecem que foram tiradas durante o dia. Mas não é dia. É noite. As fotos estão mentindo, graças à exposição prolongada, que absorvem as luzes da vida noturna colorida.

Nota: não traduzimos a chamada para o desafio, mas o resultado ficou muito bom, então aproveitem!

As fotos em tamanho original estão no Flickr.

Foto inicial – Salva-vidas

Eu estava acampando com meu filho na praia estadual San Elijo em San Diego, Califórnia, quando tirei esta foto de um posto de salva-vidas na noite de 23 de janeiro de 2011. Como eu não tinha um tripé, eu só inclinei minha câmera na escada. Enquanto eu editava a foto, eu percebi que dá pra ver a constelação de Orion nas nuvens à esquerda. Nikon D3, 17mm, f2.8, 6 segundos, ASA 4000.
-K.C. Alfred

Dia com neve

Eu moro no meio-oeste, e acontece que, numa noite de lua cheia (20 de janeiro), nós recebemos uma tempestade de neve bastante forte (23 cm de precipitação onde eu moro). A parte mais lamentável dessa tempestade era que não dava para ver a lua cheia, e não ajudava o fato de que o vento estava a -18 graus Celsius, tinha neve voando para todo lado, e meu equipamento estava ficando todo molhado. Então decidi tirar esta foto da minha porta dos fundos; eu coloquei o para-sol na lente, e ele estava cheio de neve mesmo dentro de casa. No geral, foi uma noite terrível (dada as reclamações que fiz nas frases anteriores) e isto foi o melhor que pude conseguir, enquanto despencava neve e eu tinha poucos recursos. Canon EOS 20D, lente Canon 28-70L, ISO 200, 55mm, 25 segundos, f/6.3.
-George Westlake

Haystack Rock

Esta é a Haystack Rock na Cannon Beach, Oregon (EUA). A foto foi tirada cerca de 3 horas depois do por-do-sol, e a Lua havia acabado de subir. Enquanto eu terminava outro projeto e guardava minhas coisas para ir embora, eu olhei para trás por uma última vez e vi isto… E sabia que teria que tirar esta foto. Nada de especial foi feito na pós-produção, fora alguns ajustes simples em RAW. Canon 1D Mark IV, 35mm, f/1.4, 8 segundos de exposição, 200 ISO.
-Paul Seeber

Falésia ao amanhecer

Como os estudos estão tomando muito do meu tempo, e tragicamente tive que vender minha Nikon D200 para comprar um carro, eu não tive a chance de tirar nenhuma foto digital recentemente. Meu namorado e nosso outro amigo queríamos participar deste desafio, e eu decidi ir junto com minha Mamiya RB 67 só por diversão. A parte traseira da minha câmera analógica, que recebe o filme fotográfico 120, não estava funcionando direito, mas consegui roubar a Canon 5D MKII do meu namorado e capturar isto: minha primeira exposição dia-por-noite. A exposição durou 30 segundos, usando uma lente Canon 15mm a ISO 800, f/6.3, e foi tirada lá pela meia-noite nas falésias rochosas de Santa Cruz. Fiquei feliz com a simplicidade da imagem.
– Jennifer Kehl

Laguna Beach

Meu amigo me falou deste desafio, então fomos ambos para Laguna Beach tirar fotos. Eu nunca tinha feito uma foto de lua cheia como esta antes. Lá não é o lugar mais escuro do planeta, mas não queríamos viajar para muito longe. Tirei esta foto de escadas que levavam para a praia. Eu gostei das luzes no plano de fundo porque elas ainda mostravam que era noite, mesmo parecendo ser final da tarde. Foi bem divertido. Canon 20D, lente 70-200mm a 70mm, F8 a 90 segundos, ISO 400.
-Zach Hunter

“Quando os coiotes começaram a rondar a área…”

Esta é uma das minhas estradas secundárias favoritas do estado do Novo México, nos EUA, e esta árvore sempre foi meu objeto favorito na cena. Ela se destaca por si só, bem no meio do deserto. Eu queria tirar uma foto dela faz tempo, mas não tinha conseguido conceber a cena certa na minha cabeça. Então toda vez que passo por esta estrada, eu passo pela árvore e sorrio, pensando que um dia vou conseguir a foto.

E então chegou este desafio fotográfico. Eu sabia o que tinha que fazer.

Eu comecei a tirar fotos mais ou menos às 23h30. A Lua, cerca de dois dias depois de estar cheia, me deu uma boa iluminação lateral. Usei minha velha lente manual Vivitar 19mm f/3.8 bem aberta na minha Nikon D300, com equilíbrio de branco configurado para luz do dia, ISO 1.600, e 20 segundos de exposição. Isto me permitiu tirar uma ou duas fotos antes de ter que tirar a câmera e tripé do meio da estrada, por causa dos carros que passavam. No entanto, nenhuma dessas fotos no meio da estrada ficou tão boa quanto esta de ladinho. Quando os coiotes começaram a rondar a área, eu decidi arrumar as coisas e terminar a noite.
-Adam Wolf

Faísca à noite

Eu estava subindo uma trilha à noite, e parei quando vi meus amigos subindo pela trilha até mim. Eu esperei para eles entrarem no enquadramento e deixar a câmera fazer seu trabalho. As luzes são lâmpadas frontais. Estávamos saindo do Hueco Tanks State Park, no Texas. F8, 30 segundos, lente Nikkor 14-24mm f2.8, Nikon D3 no tripé.
-Craig Copelin

Nascer do sol?

Tirei esta foto com uma Canon Rebel T1i usando uma lente Sigma 70-300mm f/4-5.6. Eu coloquei cuidadosamente a câmera em cima da perna da minha cama, e a apontei para a janela, basicamente equilibrando a câmera com a lente. Ela também estava em cima de alguns chapéus, então não me preocupei muito em ela cair. Eu usei um controle remoto para os 8 minutos de exposição a ISO 100. Isto me lembra de como o nascer do sol fica no mesmo ponto, porque como a janela está a leste, o sol nasce quase sempre no mesmo ponto. A fonte de luz na verdade é um poste de luz na rua, em um cruzamento.

Eu ia tentar algo diferente, mas a noite estava a -19°C, frio demais pra mim!

-James Grabow

Reserva Nacional de Vida Selvagem de Curu

A foto foi tirada na Reserva Nacional de Vida Selvagem de Curu, na península de Nicoya, em Costa Rica. Curu fica fechado para o público depois do horário comercial, a menos que você fique em uma das cabines que eles alugam. Nesta noite, minha esposa e eu éramos os únicos no parque, então tínhamos uma praia privada só para nós dois. A luz ao longe é do porto de Puntarenas.
-Pablo N. Piedra

Gordan MacFarlane

Esta é minha primeira participação no concurso, depois de muitos e muitos meses de acompanhar os desafios semanais, este parecia bem interessante. A foto de exemplo parecia impossível ter sido feita à noite, então eu queria muito experimentar eu mesmo fazer a foto. Eu saí duas noites para tirar algumas fotos, quarta tivemos lua cheia e finalmente ficou tudo mais claro na mesma noite, mais tarde. Eu tirei algumas fotos de que gostei, mas percebi que elas não capturavam o espírito deste desafio, então eu saí na quinta-feira de noite e decidi ir até o cemitério. Infelizmente, eu só consegui ver a Lua por trás de algumas nuvens espessas, então tive que tirar a foto com a poluição luminosa que minha cidade estava me oferecendo. Ainda era noite, e precisei experimentar bastante para ajustar as configurações da melhor forma possível. Eu acho que o resultado ficou ótimo. ISO:200, f/11, exposição de 121s, 50mm na minha lente Nikkor 18-200mm. Feita às 23h, aproximadamente. Tirada com minha Nikon D70s.
-Paul MackKenzie

Águas passadas

A foto foi tirada no domingo, dia 23 de janeiro, a 1h30 da manhã. Eu me diverti bastante com este desafio, então esperem mais fotos minhas no futuro!! Canon 30D, lente Canon 24-70L 2.8 @ 25mm, f/ 5.6, ISO: 400, velocidade do obturador: 5 minutes (usei um intervalômetro).

PS: O timing deste desafio funcionou bem para fotógrafos com câmeras SLR digitais. Tirar fotos em baixa temperatura ajuda a manter baixo o calor da exposição longa.

Ah, também coloquei uma foto legal de uma fogueira nas pedras que estava nos aquecendo.
-Danny Boemermann

Vencedor – Tomando sol à noite

Eu moro no Porto Rico, onde há praias em todo lugar. Eu estava na casa de amigos, e expliquei o desafio para eles. Eles gostaram tanto que todos fomos à praia tirar algumas fotos. Eu tinha minha Canon T2i com lente 24-70mm F2.8, e um tripé Slik. As configurações eram ISO 400, F/8, 302 segundos de exposição e distância focal de 24mm. Eu tirei várias fotos de oito pessoas jogando futebol, paradas por cinco minutos! Mas esta ficou mais nítida. Foi bem divertido.
-Juan Lizarzaburo

———————————-

Foram muitas fotos surreais, interessantes e lindas. Este desafio foi bem divertido, não? Claro, alguns dos participantes saíram de casa num frio de temperaturas bem abaixo de zero, mas pra gente? BEM DIVERTIDO. Como sempre, fotos em tamanho original estão no Flickr, e todas as fotos seguem também na galeria abaixo.

As fotos em tamanho original estão no Flickr.

Galeria 1 (para ver em uma só página, clique aqui)

Galeria 2 (para ver em uma só página, clique aqui)

Galeria 3 (para ver em uma só página, clique aqui)

As fotos em tamanho original estão no Flickr.

‘);

Posted in Uncategorized | Leave a Comment »

Livro sobre educação sexual para muçulmanos gera polêmica no Paquistão

Posted by NudezFeliz em janeiro 26, 2011

Livro sobre sexo causou polêmica ao usar frases do Alcorão

Um livro que se propõe a educar jovens muçulmanos sobre o sexo sem desrespeitar a doutrina islâmica está causando polêmica no Paquistão.

A obra, cujo título inglês é Sex Education for Muslims, (em tradução literal, Educação Sexual para Muçulmanos), foi escrita pelo psiquiatra Mobin Akhtar, de 81 anos.

Os ensinamentos do médico vêm acompanhados de citações do profeta Maomé e do Alcorão.

Akhtar diz que a ausência de discussão sobre sexo no Paquistão teve sérias consequências no país.

Ele contou que decidiu escrever o livro após ter observado o problema no exercício de sua profissão.

“Adolescentes, especialmente meninos, quando alcançam a puberdade, pensam que as mudanças que chegam com a puberdade são algum tipo de doença”.

“Começam a se masturbar e ouvem que isso é muito perigoso para a saúde, e que é pecaminoso, muito pecaminoso”.

O médico disse ter visto casos onde os adolescentes, sem compreender o que estava acontecendo com seus corpos, ficaram deprimidos e até cometeram suicídio.

“Eu próprio passei por essa fase com todas essas preocupações, e não existe ninguém para lhe explicar que não é isso, que essas percepções são errôneas. Somente quando eu entrei para a faculdade de medicina descobri que eu estava enganado”.

Akhtar disse que ainda hoje, no Paquistão, muitos médicos não discutem temas sexuais abertamente, e professores e pais acham o assunto constrangedor. Não existe educação sexual em escolas do governo, ele explicou.

Na conservadora cultura paquistanesa, o assunto sexo não é considerado apropriado. Falar sobre o tema é visto como algo que poderia encorajar jovens a se comportar de forma “não islâmica”, ele acrescentou.

“Me perguntam quando a educação sexual deveria ser iniciada e eu respondo, assim que a criança puder falar. Elas deveriam aprender os nomes dos genitais da mesma forma como aprendem os nomes das mãos, olhos, orelhas e nariz”.

“Quando ficam um pouco maiores e perguntam de onde vem uma criança, você pode responder. Isso não torna a criança sexualmente ativa ou imoral.”

Akhtar disse que discutir sexo não é anti-islâmico.

Ele concluiu que a melhor forma de ajudar as pessoas a entender isso seria escrever um livro reunindo educação sexual básica e a perspectiva islâmica sobre o assunto.

Pornografia

“Quando comecei a estudar o que o Alcorão, a lei islâmica e os clérigos tinham a dizer sobre isso, percebi que há muita discussão sobre sexo no Islã. Você ficaria surpreso”.

“Existem ditos do profeta Maomé sobre temas sexuais e fontes históricas nos dizem que ele respondeu perguntas detalhadas sobre o assunto, tanto de homens quanto de mulheres”.

Entre as citações do Alcorão incluídas no livro de Akhtar está a seguinte: “Você pode ter relações sexuais à noite com suas esposas durante o mês de jejum. Elas são tão íntimas para você como suas próprias roupas, e vice-versa”. (Alcorão, Surah Baqra, Verso 187)

Entre vários tópicos, Akhtar aborda os ensinamentos islâmicos sobre masturbação, problemas conjugais e como um homem deve se lavar após ter relações sexuais de forma a ficar limpo o suficiente para fazer suas orações.

Mas muitos paquistaneses acharam o livro do médico desagradável.

Ele tentou reduzir o impacto do título. Educação Sexual para Muçulmanos passou a ser Problemas Especiais para Jovens na versão em urdu.

Isso, no entanto, não foi suficiente para aplacar alguns.

“Recebi ameaças. Até outros médicos me acusaram de agir como uma ovelha negra, um charlatão “.

“Um político de uma província me arrastou ao seu escritório e disse que eu estava encorajando a pornografia. Expliquei que não era nada disso”.

Akhtar disse ter encontrado poucas livrarias dispostas a estocar seu livro. E segundo ele, poucos jornais aceitaram publicar anúncios sobre a obra.

“É uma reação muito triste. A ignorância sobre temas sexuais está provocando sofrimento psicológico desnecessário em muitos dos nossos jovens, temos de mudar isso”.

“Estou apenas falando em educar as pessoas gradualmente e com sensibilidade”.

Posted in Uncategorized | Leave a Comment »

Carro Concept: “Peugeot Egochine” (inclui fotos)

Posted by NudezFeliz em janeiro 25, 2011

Muito curioso este “protótipo de carro” da Peugeot, um carro que parece uma lâmina de barbear.
Este “concept car” foi batizado com o nome de Peugeot Egochine.

Na minha opinião, pelo que vi das fotos, não me parece ser um carro adequado para circular em estradas normais, parece-me ser um carro para pista de corridas.
Pelas fotos, reparei que só tem um lugar, para o condutor claro (ah ah ah). um carro para invejosos? (ah ah ah).

O melhor mesmo é você ver as fotos deste estranho “concept car” e tirar as suas próprias conclusões.

Fotos do Carro Concept: “Peugeot Egochine”:






– Créditos –
Fotos: Info 5 stars.
Texto: Miguel (Utilnet), inspirado no texto do artigo do info 5 stars.

Posted in Uncategorized | Leave a Comment »

Realística Escultura de Barack Obama (fotos)

Posted by NudezFeliz em janeiro 25, 2011

Adam Beane criou uma escultura realística do Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama.
Na minha opinião este escultor tem imenso talento, a escultura de Barack Obama tem “detalhes impressionantemente realistas”. Fiquei encantado com a perfeição da escultura.
Confira as fotos.

Fotos da “Realística Escultura de Barack Obama”:






Para ver mais fotos (vai aceder ao site do escultor):
Galeria de fotos “Realística Escultura de Barack Obama”

– Créditos –
Fotos/Imagens: Adam Beane

Posted in Uncategorized | Leave a Comment »

Oh Meu Deus, ela realmente precisa de ajuda Nossa! (imagens)

Posted by NudezFeliz em janeiro 24, 2011

Só para descontrair…

Posted in Uncategorized | Leave a Comment »

Os Mestres da Camuflagem

Posted by NudezFeliz em janeiro 23, 2011

Aproveitando o post…Será que vocês conseguem achar os animais escondidos nas imagens abaixo?…É díficil hein, manolo! Não esquece de deixar um comentário, beleza? :grin:



Fonte: Obuteco e Fottus

Posted in Uncategorized | Leave a Comment »

[Jalopnik] A jornada cervejeira mais épica do mundo

Posted by NudezFeliz em janeiro 23, 2011

Um comboio de caminhoneiros de verdade enfrentou a neve, 250 semáforos e 1.614 cabos para mover seis gigantescos tanques com capacidade de um milhão de garrafas de um navio alemão para a cervejaria Molson Coors, em Toronto. É muita, mas muita cerveja.

Quando a Molson Coors fez no ano passado um pedido de seis tanques de tamanho industrial de uma fabricante alemã, surgiu o desafio de transportá-los por aproximadamente 50 quilômetros, distância que separa a cervejaria do porto. Tudo isso no inverno. Para conseguir o feito, eles contrataram a Challenger Motor Freight, que estimou que o transporte demoraria 4 dias. Foram necessários 11.

Os obstáculos técnicos em movimentar tantos tanques eram enormes. Cada tanque pesa 45 toneladas, tem 8 metros de diâmetro e 45 metros de comprimento. Quando encaixadas em um trator de reboque, a combinação ocupa duas faixas na estrada e é muito alta para a maioria dos semáforos e cabos elétricos, de telefone e de televisão. E, bem, eram seis tanques.

Começando a guerra em 7 de janeiro, os tanques foram descarregados e transportados em caminhões por uma jornada cuidadosamente mapeada. Eles tiveram que desviar das rodovias principais porque se moviam a passos de tartaruga e não passavam por baixo dos viadutos e passarelas. Assim, para não travar completamente o trânsito, andaram das 9 horas da noite às 6 horas da manhã.

Um comboio de aproximadamente 40 veículos (carros, veículos de suporte, escoltas policiais, caminhões utilitários) começou sua lenta jornada saindo do porto. Quando chegaram na primeira curva, os trabalhadores locais tiveram que tirar as placas do caminho para conseguir passar, explica o fotógrafo Joseph De Buglio.

Estava frio. Estava nevando e já eram quase 4 horas da manhã. Essa é a primeira grande esquina realmente apertada que esses tanques enfrentarão. Foi uma passagem bem apertada. Aqui, um trabalhador local remove as placas do caminho. A curva foi feita com apenas alguns centímetros de sobra.

Essa foi a primeira grande curva que enfrentamos na viagem. Como vocês podem ver pelas marcas de pneu na pista, o caminhão teve de fazer mais de uma tentativa. – Joseph De Buglio

A neve e o vento foram dois grandes problemas durante o trajeto, tornando difícil a movimentação dos cabos elétricos pela equipe. De acordo com De Buglio, “esses caras ficaram por mais de uma hora no topo dos postes. Em alguns lugares, as equipes ficavam lá em cima por cerca de 3 ou 4 horas na fase inicial da movimentação”.

Mover os cabos das linhas telefônicas e elétricas foi difícil e, para ter certeza de que eles já estavam alto o bastante, um caminhão com um poste preso no topo tinha que ultrapassar o local antes de cada um dos caminhões, para se certificar de que a altura estava correta. A energia foi cortada várias vezes nos bairros próximos, para evitar acidentes graves.

Todos os dias a equipe tinha que mover os tanques e equipamentos para a lateral da estrada e estacioná-los. Tudo isso para mandar os trabalhadores comerem algo e dormirem o necessário para estarem prontos para a romaria do dia seguinte.

Um atraso no trajeto ocorreu no dia 11 de janeiro, por conta do mau tempo, e não só pelo fato de a neve ter tornado o transporte algo mais difícil. Segundo dois tweets do dono da Challenger Motor Freight, Frank DeVries, eles tiveram que “garantir que equipes de limpeza e médicos tivessem acesso irrestrito a todas as estradas”.

Esse tipo de viagem seria normalmente feito no verão, quando o tempo é mais previsível, mas de acordo com o The Toronto Star, a Molson queria 20% da capacidade naquele momento para ter cerveja suficiente para a “patio season” (época do ano em que o clima incentiva o aproveitamento de áreas externas das cidades canadenses para comer e encher a cara).

Depois de lentos 11 dias transportando as cervejas numa velocidade média de 4,8 quilômetros por dia, os gigantescos tanques finalmente chegaram intactos no dia 17 de janeiro. DeVries considerou o transporte um sucesso, apesar da baixa velocidade, dizendo ao The Toronto Star que “nada foi danificado e ninguém ficou ferido”.

A Molson, agora, está dando um jeito para instalar os tanques.

“Nós conseguiremos instalá-los e começar a produção de cerveja no verão, e convidamos a cidade de Toronto para tomar um copo de cerveja”, disse Cathy Noonan, porta-voz da Molson Coors.

Imagens (c) JW Vraets e Louis Tam, usadas com permissão, todos os direitos reservados. Fotos adicionais JBD Photos CC 2.0

‘);

Posted in Uncategorized | Leave a Comment »

O que 25 mil bolinhas de ping pong estão fazendo neste apartamento?

Posted by NudezFeliz em janeiro 23, 2011

Recentemente um cara decidiu que a maneira perfeita de decorar seu apartamentinho seria enchendo as paredes com 25 mil bolas de ping pong. Qual a ideia?
O apartamento na verdade é um pequeno loft conjugado aos escritórios da Snarkitecture, uma empresa de arquitetura para o qual este amante do tênis de mesa – cujo nome é Daniel Arsham – trabalha. O lugar serve basicamente para dormir e se vestir, então é bem básico.
O lugar é um estudo sobre simplicidade. Arsham tem uma cama, algumas prateleiras e um closet, onde ele deixa algumas roupas. Para chegar ao quarto, ele sobe uma escadinha que sai do banheiro dos funcionários.
Parece meio maluco, mas de alguma forma o projeto esquisito faz o quartinho parecer o lugar perfeito para um pequeno descanso do trabalho. [Snarkitecture via Fast Co Design]

Posted in Uncategorized | Leave a Comment »